h1

Breve Relato. O começo!

Há alguns anos temos orado por nossa cidade. Também temos realizado alguns atos proféticos que o Espírito nos tem direcionado e ensinado.

Em um momento – não me lembro exatamente dia ou mês – fui impelido a comprar um mapa da cidade e interceder sobre ele. Enquanto orava sobre o mapa confessando os pecados cometidos pela cidade (igreja, povo, governantes…), comecei a orar e nomear bairro por bairro, e pedir perdão pelos pecados cometidos neles. Neste momento pude perceber que o que acontece em um bairro ou região específica, embora aconteça em outros pontos da cidade, não ocorrem com a mesma intensidade, proporção e freqüência. Isso indica que naquela área especificamente, há a ação de espíritos territoriais. As ações praticadas nesta região são os frutos do governo ou domínio que existe sobre ela.

Esses bairros e regiões são cercados por muralhas espirituais e o povo que mora lá está debaixo de um jugo territorial demoníaco – estão debaixo da TERRITORIALIDADE.

Eram comuns, nos tempos do Antigo Testamento, as cidades cercadas por muralhas. Isso impedia que inimigos as saqueassem ou conquistassem. Essa realidade é aplicada hoje. Essas muralhas existem e precisam cair. O povo que está dentro precisa ser liberto e nós – igreja – precisamos entrar para resgatá-los. Assim com as muralhas de Jericó, essas muralhas precisam cair. Derrubá-las não uma escolha, é uma necessidade. Para avançarmos elas precisam vir ao chão.

Nós vamos analisar, sob o ponto de vista bíblico, estratégias de avanço do povo de Deus e como o Senhor os ensinou.
 
“Ora Jericó estava rigorosamente fechada, por causa dos filhos de Israel: ninguém saia nem entrava. Então disse o Senhor a Josué: Olha, entreguei na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus valentes”. (Josué 6:1-2, ARA).

Outra tradução diz que “Jericó estava fechada e trancada com ferrolhos contra os filhos de Israel” (BJ).

Vamos criar uma analogia sobre Jericó e os territórios sob ação demoníaca.

As muralhas de Jericó eram um impedimento ao avanço de Israel rumo à promessa – Canaã.

Para Israel avançar as muralhas tinham que cair. Não era uma escolha, era uma necessidade.

Josué mandou dois espias a Jericó. É necessário conhecer os territórios que vamos tomar e os inimigos que vamos enfrentar.
Conhecer os territórios que vamos tomar inclui conhecer o povo que habita lá. Também inclui conhecer quem os governa. Aqui entra a atuação de demônios territoriais.

É necessário um MAPEAMENTEO ESTRATÉGICO.

Uma vez conhecidos – território e governo – é hora de marchar, cercar e conquistar.

A Intercessão Profética e os Atos proféticos são armas para a tomada deste território. Eles enfraquecem o governante e fazem ruir suas defesas. As muralhas começam a cair.

Jericó estava rigorosamente fechada e trancada com ferrolhos. Ninguém entrava e nem saia. Havia nos moradores e no seu governante o temor por causa dos filhos de Israel. Temiam o que poderia lhes acontecer.

A territorialidade é caracterizada por barreiras que impedem o evangelismo e avanço do reino de Deus, e, ao mesmo tempo, facilita o aparecimento de enganos como seitas, entre outros.

As pessoas se fecham e se trancam em seus mundinhos e temem o que ISRAEL lhes pode fazer. Você já viu alguém extremamente resistente à igreja? Resistente ao evangelho? Um bairro onde igrejas abrem e fecham e as almas permanecem fechadas e presas?

Território = espaço geográfico físico – região…
Legalidade = autoridade legal, legitimidade, direito, domínio…
TERRITÓRIO + LEGALIDADE = TERRITORIALIDADE
Territorialidade é o direito legal ou o domínio de alguém sobre um determinado território.

Um fazendeiro possui a direito legal (territorialidade) sobre suas terras porque as comprou, pagando por elas.

Se você tem casa própria, você tem a autoridade e direito (territorialidade) sobre ela e o terreno onde ela está.

Em termos espirituais, TERRITORIALIDADE é a ação demoníaca sobre uma região específica. Em uma cidade é possível existir diversos espíritos territoriais, assim, como igreja, enfrentaremos ações específicas em locais específicos.

Na cidade onde moro existem ações específicas de demônios sobre alguns locais.

  • Na praça E frente a igreja matriz (católica) reúnem-se prostitutas e homossexuais.
  • Em uma determinada avenida, um dos eixões da cidade, vícios e violência.
  • Em alguns bairros, impera violência, roubos…
  • No centro da cidade é o lugar da atuação de espíritos de arrogância, soberba e indiferença…

Se olharmos bem e analisarmos a cidade onde moramos, certamente identificaremos os espíritos territoriais que atuam escravizando e destruindo.

Quando a igreja de Jesus Cristo avança, esses espíritos territoriais são despojados, enfraquecidos e até mesmo expulsos, porque “as portas do inferno não resistirão à igreja”.

Vemos por toda a Bíblia, principalmente no Antigo Testamento, vários textos que nos ensinam sobre a territorialidade.

O Avanço de Israel rumo à terra prometida – tomando as cidades diante deles, destruindo ídolos, derrubando muralhas, exterminando exércitos – é uma analogia sobre como a igreja deve agir hoje.

Precisamos conhecer a terra onde vivemos, conhecer os frutos que ela produz.

Vamos ver algo sobre frutos. Vamos estudar como as coisas acontecem. Iremos além das águas nos tornozelos, por isso, convido você a não desistir. Se tiver dúvidas, mande e-mail, terei prazer em ajudá-lo.

Tenho um único objetivo: “Gastar-me, e me deixar gastar para que os planos de Deus se cumpram”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: